28 dezembro, 2016

Carta de Ano Novo - Espírito: Emmanuel - Médium: Francisco Cândido Xavier.

Carta de Ano Novo.
Espírito: Emmanuel.
Médium: Francisco Cândido Xavier.
.
|clique na imagem para ampliar|
.
Ano Novo é também renovação de nossa oportunidade de aprender, trabalhar e servir.
O tempo, como paternal amigo, como que se reencarna no corpo do calendário, descerrando-nos horizontes mais claros para a necessária ascensão.
Lembra-te de que o ano em retorno é novo dia a convocar-te para execução de velhas promessas, que ainda não tiveste a coragem de cumprir.
Se tens inimigo, fazes das horas renascer-te o caminho da reconciliação.
Se foste ofendido, perdoa, a fim de que o amor te clareie a estrada para frente.
Se descansaste em demasia, volve ao arado de tuas obrigações e planta o bem com destemor para a colheita do porvir.
Se a tristeza te requisita, esquece-a e procura a alegria serena da consciência feliz no dever bem cumprido.
Novo Ano! Novo Dia!
Sorri para os que te feriram e busca harmonia com aqueles que te não entenderam até agora.
Recorda que há mais ignorância que maldade, em torno de teu destino.
Não maldigas, nem condenes.
Auxilia a acender alguma Luz para quem passa ao teu lado, na inquietude da escuridão.
Não te desanimes, nem te desconsoles.
Cultiva o bom ânimo com os que te visitam, dominados pelo frio do desencanto ou da indiferença.
Não te esqueças de que Jesus jamais se desespera conosco e, como que oculto ao nosso lado, paciente e bondoso, repete-nos de hora a hora: "– Ama e auxilia sempre. Ajuda aos outros, amparando a ti mesmo, porque se o dia volta amanhã, Eu estou contigo, esperando pela doce alegria da porta aberta de teu coração".

.
.
Espírito: Emmanuel.
Médium: Francisco Cândido Xavier.
Livro: Vida e Caminho.

.
.

15 novembro, 2016

O Amor ao próximo. O remédio do Cristo - Espírito Bezerra de Menezes - Mensagens mediúnicas.

O Amor ao próximo. 
O remédio do Cristo.
Espírito Bezerra de Menezes.
 Mensagens mediúnicas.
Templo Espiritual Maria Santíssima.
💙
💙
💙
.
.
Fonte: TEMS - Templo Espiritual Maria Santíssima.
.
.

Convenção, conveniência ou caridade? - A Caridade Material e a Caridade Moral. O Evangelho Segundo o Espiritismo.

Convenção, conveniência ou caridade?
A Caridade Material e a Caridade Moral.
O Evangelho Segundo o Espiritismo.
Autoria: Allan kardec.
.
 .
 .
I – A Caridade Material e a Caridade Moral.
9 – “Amemo-nos uns aos outros e façamos aos outros o que quereríamos que nos fosse feito”. Toda a religião, toda a moral, se encerram nestes dois preceitos. Se eles fossem seguidos no mundo, todos seriam perfeitos. Não haveria ódios, nem ressentimentos. Direi mais ainda: não haveria pobreza, porque, do supérfluo da mesa de cada rico, quantos pobres seriam alimentados! E assim não mais se veriam, nos bairros sombrios em que vivi, na minha última encarnação, pobres mulheres arrastando consigo miseráveis crianças necessitadas de tudo.
Ricos! Pensai um pouco em tudo isso. Ajudai o mais possível aos infelizes; daí, para que Deus vos retribua um dia o bem que houverdes feito: para encontrardes, ao sair de vosso invólucro terrestre, um cortejo de Espíritos reconhecidos, que vos receberão no limitar de um mundo mais feliz.
Se pudésseis saber a alegria que provei, ao encontrar no além aqueles a quem beneficiei, na minha última vida terrena!
Amai, pois, ao vosso próximo; amai-o como a vós mesmos, pois já sabeis, agora, que o desgraçado que repelis talvez seja um irmão, um pai, um amigo que afastais para longe. E então, qual não será o vosso desespero, ao reconhecê-lo depois no Mundo dos Espíritos!
Quero que compreendais bem o que deve ser a caridade moral, que todos podem praticar, que materialmente nada custa, e que não obstante é a mais difícil de se por em prática.
A caridade moral consiste em vos suportardes uns aos outros, o que menos fazeis nesse mundo inferior, em que estais momentaneamente encarnados. Há um grande mérito, acreditai, em saber calar para que outro mais tolo possa falar: isso é também uma forma de caridade. Saber fazer-se de surdo, quando uma palavra irônica escapa de uma boca habituada a caçoar; não ver o sorriso desdenhoso com que vos recebem pessoas que, muitas vezes erradamente, se julgam superiores a vós, quando na vida espírita, a única verdadeira, está às vezes muito abaixo: eis um merecimento que não é de humildade, mas de caridade, pois não se incomodar com as faltas alheias é caridade moral.
Essa caridade, entretanto, não deve impedir que se pratique a outra. Pelo contrário: pensai, sobretudo, que não deveis desprezar o vosso semelhante; lembrai-vos de tudo o que vos tenho dito; é necessário lembrar, incessantemente, que o pobre repelido talvez seja um Espírito que vos foi caro, e que momentaneamente se encontra numa posição inferior à vossa. Reencontrei um dos pobres do vosso mundo a quem pude, por felicidade, beneficiar algumas vezes, e ao qual tenho agora de pedir, por minha vez.
Recordai-vos de que Jesus disse que somos todos irmãos, e pensai sempre nisso, antes de repelirdes o leproso ou o mendigo. Adeus! Pensai naqueles que sofrem, e orai.
Irmã Rosália.
Paris, 1860.
.
10 – Meus amigos, tenho ouvido muitos de vós dizerem: Como posso fazer a caridade, se quase sempre não tenho sequer o necessário?
A caridade, meus amigos, se faz de muitas maneiras. Podeis fazê-la em pensamento, em palavras e em ações. Em pensamentos, orando pelos pobres abandonados, que morreram sem terem sequer vivido; uma prece de coração os alivia. Em palavras: dirigindo aos vossos companheiros alguns bons conselhos. Dizei aos homens amargurados pelo desespero e pelas privações, que blasfemam do nome do Altíssimo: “Eu era como vos; eu sofria, sentia-me infeliz, mas acreditei no Espiritismo e, vede agora sou feliz!” Aos anciãos que vos disseram: “É inútil; estou no fim da vida; morrerei como vivi”, respondei: “A justiça de Deus é igual para todos; lembrai-vos dos trabalhadores da última hora!” Às crianças que, já viciadas pelas más companhias, perdem-se nos caminhos do mundo, prestes a sucumbir às suas tentações, dizei: “Deus vos vê, meus caros pequenos!”, e não temais repetir freqüentemente essas doces palavras, que acabarão por germinar nas suas jovens inteligências, e em lugar de pequenos vagabundos, fareis delas verdadeiros homens. Essa é também uma forma de caridade.
Muitos de vós dizeis ainda: “Oh! somos tão numerosos na terra, que Deus não pode ver-nos a todos!” Escutai bem isso, meus amigos: quando estais no alto de uma montanha, vosso olhar não abarca os bilhões de grãos de areia que a cobrem? Pois bem: Deus vos vê da mesma maneira; e Ele vos deixa o vosso livre arbítrio, como também deixais esses grãos de areia ao sabor do vento que os dispersas. Com a diferença que Deus, na sua infinita misericórdia, pôs no fundo do vosso coração uma sentinela vigilante, que se chama consciência. Ouvi-a, que ela vos dará bons conselhos. Por vezes, conseguis entorpecê-la, opondo-lhe o espírito do mal, e então ela se cala. Mas ficai seguros de que a pobre relegada se fará ouvir, tão logo a deixardes perceber a sombra do remorso. Ouvi-a, interrogai-a, e freqüentemente sereis consolados pelos seus conselhos.
Meus amigos, a cada novo regimento o general entrega uma bandeira. Eu vos dou esta máxima do Cristo: “Amai-vos uns aos outros”. Praticai essa máxima: reunir-vos todos em torno dessa bandeira, e dela recebereis a felicidade e a consolação.   
Um Espírito Protetor.
Lyon, 1860.
.
.
.
Cap. 13 – QUE A MÃO ESQUERDA NÃO SAIBA O QUE FAZ A DIREITA. 
I – A Caridade Material e a Caridade Moral.
O Evangelho Segundo o Espiritismo. Autoria: Allan Kardec.
.
.

14 novembro, 2016

Divaldo e Haroldo [ao vivo]. Médium: Divaldo Pereira Franco. Palestrante Espírita: Haroldo Dutra Dias.

Divaldo e Haroldo [ao vivo].

Médium: Divaldo Pereira Franco.  

Palestrante Espírita: Haroldo Dutra Dias.

13 de Novembro de 2016.

.
.
.

No programa Entre Dois Mundos - Especial, Geraldo Campetti recebe Divaldo Pereira Franco e Haroldo Dutra Dias nos estúdios da FEBtv em Brasília.
Transmitido ao vivo em 13 de Novembro de 2016.
.
.

29 agosto, 2016

Mensagem de Bezerra de Menezes - Congresso Médico-Espírita de Minas Gerais - Médium: Divaldo Pereira Franco.

Mensagem de Bezerra de Menezes
Congresso Médico-Espírita de Minas Gerais
Médium: Divaldo Pereira Franco
21/08/2016
.
Vós tendes ouvido, nestes dias em que aqui estivestes, a mensagem profunda da imortalidade da alma. Vós participastes deste banquete de Luz e vos iluminastes com a evocação da mensagem imorredoura de Jesus, esculpida em vossos corações. Não postergueis o momento grandioso do serviço com o qual estais comprometidos. Jesus vive no âmago do nosso ser e espera que Lhe sejamos fiéis. Não é a primeira vez que firmamos um compromisso de serví-Lo e fracassamos terrivelmente, olvidando-nos da Sua mensagem de fraternidade, para que o ego destruidor levasse-nos aos descalabros morais. Não é a primeira vez que Ele falou à acústica das nossas almas e, nada obstante, fascinados pela sua ternura, descestes ao abismo do prazer, enganoso e rápido, olvidando-vos de O servir. Novamente Ele volta através dos imortais que O estão precedendo como um exército, ou como se as estrelas dos céus descessem à Terra para iluminar a grande noite e o Comandante do Amor viesse logo após. Espíritas, eis que vos é dito "amai-vos", eis que vos é repetido "instruí-vos". Porém, acima de tudo, que vos dediqueis a servir. Jesus espera por nós. Da mesma forma que temos necessidade Dele, Ele necessita de que a nossa voz O leve àqueles que são moucos à verdade ou são paralíticos à ação do bem. Não mais amanhã, hoje! Agora é o momento santo de ajudar. Levantai-vos do estado de marasmo e plantai a cruz do Gólgota, deixando-vos abraçá-la no testemunho do amor. Não mais o circo, com as suas paredes defensivas. Agora é a humanidade! Não mais as feras esfaimadas, são as vossas paixões que vos excruciam e que a todos nós atormentam. Sublimemos juntos, os nossos sentimentos, para podermos corresponder-Lhe à expectativa de amor. Ide de retorno aos vossos lares e aplicai o bálsamo consolador da verdade que hora possuís e, se não puderdes fazer muito, fazei o que podeis, porque aquele que faz o que pode, faz o máximo. Mas ninguém é tão destituído de amor que não pode sorrir que não pode distender a mão trêmula ao combalido do chão, que não pode repetir a parábola do bom samaritano colocando o bálsamo na ferida aberta que os ladrões do nosso passado espiritual atiraram-nos no caminho entre Jerusalém e a baixa região. Ide e Jesus irá convosco; e agradecei a Ele, nosso Zênite, nosso Nadir, assumindo a honra de O amar e de O conhecer.
Do vosso servidor humílimo e paternal de sempre,
.
Bezerra de Menezes.
Muita paz, meus filhos!
.
.   
.  
Mensagem psicofônica recebida por Divaldo Franco no encerramento do Congresso comemorativo dos 30 anos da Associação Médico-Espírita de Minas Gerais na cidade de Belo Horizonte em 21/08/2016.
.  
Fonte dessa postagem: Centro Espírita Joseph Gleber.
.
.

10 maio, 2016

Psicofonia: Dr. Bezerra de Menezes - Médium: Divaldo Pereira Franco - 06 de Março de 2016

Psicofonia: Dr. Bezerra de Menezes
Médium: Divaldo Pereira Franco
06 de Março de 2016
.
.
.
Mensagem Psicofônica: 
Espírito de Dr. Adolfo Bezerra de Menezes 
Médium Divaldo Pereira Franco 
Conferência Espírita Estadual do Paraná 
06 de Março de 2016
.
Créditos: Blog Intermediando Amor
.

01 maio, 2016

Uma homenagem especial (Ayrton Senna) - Canal: Francyska Almeida.

 Uma homenagem especial 
(Ayrton Senna).
Canal: Francyska Almeida.
 .
 
 .
Há pessoas que o Brasil jamais vai esquecer.
Há outras que ele jamais gostaria de lembrar.
Mas um menino que nos trouxe todas as alegrias no esporte,
Esse sim, os brasileiros adoram revê-lo na tela.
É o amigo Ayrton Senna, o campeão dos campeões,
Que hoje é um  trabalhador de Maria.
Ayrton, na Terra, foi alguém muito especial
Porque sempre foi um menino de ouro,
Simples, humilde, um perfeito vencedor.
Honesto, respeitava a todos.
Com o seu sorriso maroto nos encantava.
Há pessoas que o país nunca vai esquecer,
E uma delas é o nosso Senna, o corredor,
Que saiu de cena na hora certa.
Não presumem, mas ele estava fazendo falta por aqui,
Retornou deixando milhões de saudades,
E aqui foi recebido como campeão de si,
Porque ia além dos seus limites físicos
E queria mais, sempre mais: Se auto vencer.
Senna é o nosso 'Senninha' que como ajudante de Deus,
Mantém aquele inigualável sorriso aberto.
Atribui à Terra a sua superação, o seu sucesso.
Queria ser campeão de si,
Ultrapassando a faixa viva de suas barreiras.
Hoje, esse garoto se desdobra para ajudar aos que sofrem.
A soma que recebeu como paga dos seus serviços velozes
Não lhe preocupa mais.
Senna é um ativista do amor, um amigo da  solidariedade,
Uma antena de Luz a brilhar nos céus das bem aventuranças.
Não usa mais o capacete que lhe rendeu glórias,
E sim, uma túnica virtuosa feita da Luz de seu desprendimento,
Da sua ternura, do seu jeito de lidar com as pessoas.
É disciplinado e corre velozmente,
Como trabalhador de Maria de Nazaré,
Propõe-se acudir crianças e moradores de rua.
Em essência agenda seus compromissos sagrados,
E Maria o chama de meu menino corredor.
Senna não se desprendeu de sua antiga torcida,
A ama muito e vibra em seu coração por todos,
Agradecido pela força que lhe dava nas competições,
Que o seu patrocínio programava.
Senna é um grande campeão do amor ao próximo.
Tem planos vindouros para voltar à Terra em trabalhos dignificantes.
A Fundação
(Instituto Ayrton Senna) que leva o seu nome,
Recebe a Luz amorosa de Maria,
Para que depois de abençoada, cresça sempre,
Juntamente com as crianças, jovens e adultos
Reforçados e envolvidos nesse amor que a eles é projetado.
Entretanto, por questões de humildade,
Ayrton não desejava ser homenageado por mim.
Necessitei insistir para que aceitasse,
O que os milhões de brasileiros e estrangeiros
Gostariam de fazer em meu lugar.
Então, deixo aqui o meu registro.
Do grande carinho que nutro por esse  moço,
Que um dia foi famoso na Terra,
E que hoje superou essa etapa em brilho, em amor, em Luz
Que dimana do seu espírito liberto.
Das proezas da Terra e de tudo o quanto fez parte
Da sua vida em passado presente,
Sei que muita gente também gostaria
De agradecê-lo nessa oportunidade.
Então lhes sugiro que emitam em seus corações
O som da gratidão que ele o receberá em igual sintonia,
E lhes abençoará em reconhecimento também.
Bendito Brasileiro que deu inúmeras alegrias ao Brasil
E que já se encontra na pátria espiritual,
A oferecer o seu recado de amor aos que sofrem,
Muitas vezes, se junta a abnegados amigos,
Especialmente, com a nossa amada Madre Teresa,
Por quem nutre uma profunda afinidade;
Unem-se para ajudar a trazer as suas sementes de Luz para a Terra.
Obrigado campeão, você hoje é mais que ontem.
E nós somos felizes por usufruirmos da tua companhia
Como espírito corredor das pistas do além,
Se fazendo sempre de mão amiga,
Para chegar ao pódio do coração de cada um,
Com humildade, compromisso e muito amor.
Abençoado seja você, Ayrton Senna,
Que nos alegra com seu jeito de ser... mais uma Luz acesa
No universo iluminado e aberto do Cristo Jesus!

 .
Castro Alves.
 .
Uma terra só nossa.
Psicografia de Ayrton Senna da Silva.
Canal: Francyska Almeida.
 .
 .
O ser humano anseia libertar-se das amarguras que lhe atribula constantemente, fornecendo energias que o deixa muitas vezes, fora de prumo.
Norteados de emoções, somos aquilo que pensamos em dimensões, as quais podemos estruturar e viver a nossa tão sonhada harmonia. Essa é a nossa terra interna composta de uma estrutura repleta de sentimentos enclausurados que nem sempre nos deixam em um clima de bem estar. 
Cuidemos da parte integral que compõe a nossa verdadeira essência. Arejemos as nossas mentes, trabalhando os seus produtos instantâneos que são os pensamentos e com eles elaboremos um novo conceito de vida.
Dentro de nós há uma imensa plantação, a qual produz sementes que depende muito do direcionamento das nossas emoções. Estejamos em estado de alerta para reverter todo e qualquer pensamento menos afeito ao amor, desejando somente que a benevolência nos eleve a outro degrau da Luz e conscientes dessa nova fase interna, pintemos quadros com os nossos mais sensíveis pincéis, com as cores que possamos conquistar a harmonia durante os exercícios diários.
Vamos elastecer as nossas mentes nos sentindo mais vivos e responsáveis por nossa estada nesse maravilhoso planeta regando essa plantação com as flores da perseverança, da ingenuidade; alimentando essa criança inocente que ainda se encontra dentro de nós. Façamo-nos de instrumentos produtivos na cultura das sementes vivas da vida, e aleatoriamente sem muitas expectativas, nos agarremos às experiências e às oportunidades que nos surgem para a nossa compreensão e discernimento, da problemática da marcha em busca da vida como um todo.
Sejamos criativos e profundamente, responsáveis pelas travessias das nossas pontes internas.
Saibamos nos conter diante das emoções, sejam elas quais forem.
Alegremo-nos, entusiasmemo-nos contidamente, sem que os excessos não afetem os nossos corações.
Vivamos moderadamente, pois, a vida pede no geral, análise e observação. Nada a lamentar, vivamos conscientes cada experiência nessa Terra que é somente nossa e guardemos esse ato de vivenciarmos internamente os maravilhosos sabores da vida.
Aceitemos aquilo que nos traz forças e discernimento, ver a vida de forma global somente vai nos proporcionar abertura para as descobertas e para o conhecimento ilimitado ao qual cada criatura deve ir ao encontro.
Sosseguemo-nos em estágio de reflexão e analisemos o que o nosso terreno interno está a produzir. O que podemos replantar ou ainda destruir algumas plantações contaminadas com as ervas daninhas da insensatez, da ignorância, da vaidade, do orgulho...
Arrisquemo-nos em ousar com lógica sem nos lesar e sem lesar a quem quer que seja voando um pouco para apressar esse momento e sentir que valeu a pena, mesmo que não tenhamos conseguido a realização mas, enfim, tentamos.
Ensaiar as nossas pretensões e arriscarmos ganhar ou perder para, no final da experiência, guardarmos na terra sagrada dos nossos conhecimentos, as lições, juntamente com a libertação do medo de ousar.
Toda essa parte de aragem, cultivo, plantação e colheita do nosso terreno interior é de nossa inteira responsabilidade, mas no dia em que conseguirmos acrescentar algo a mais de bom dentro de nós em primeiro plano, seremos vitoriosos com a certeza de que exercitamos a melhoria do perfil do nosso ser. Se conseguirmos alcançar esse grande feito, o mundo externo acompanhará serenamente, as nossas mudanças positivas e consequentemente, seremos nós os grande idealizadores das nossas conquistas internas. 
 .
Ayrton Senna. 
 .
 .
 .
Canal: Francyska Almeida (Abnara) - Fortaleza/Ce.
 .
Créditos: Blog Intermediando Amor.
 .
Mensagens atribuídas a Ayrton Senna, publicadas no blog "Intermediando Amor":  

10 fevereiro, 2016

Regeneração por volta de 2057 - Os trabalhadores da última hora - Autoria: Haroldo Dutra Dias.

Regeneração por volta de 2057.
Os trabalhadores da última hora.

Autoria: Haroldo Dutra Dias.
.
.
"Portanto, os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos. Pois muitos serão chamados, mas poucos escolhidos." 
Mateus 20:16
.
.
Atenção aos "Trabalhadores da última hora": última chamada! Matematicamente calculada => 2015 a 2057 => Data limite.
.
.
Autoria: *Haroldo Dutra Dias.
Fonte (e outras palestras): Rede Amigo Espírita. (link)
.
*Sobre o palestrante Haroldo Dutra Dias.
Haroldo Dutra Dias (20 de setembro de 1971 em Belo Horizonte) é um juiz de direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, escritor, tradutor, professor e conferencista brasileiro. É bacharel em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), diretor do juizado especial da Comarca de Contagem, formado em língua grega clássica pela UFMG (Língua e Literatura), formado em hebraico pela União Israelita de Belo Horizonte. Também é especialista em paleontografia, crítica textual, aramaico e francês. Dias também vem se destacando como um ativo divulgador do Espiritismo, sendo autor e conferencista na área.
É autor de uma tradução do Novo Testamento para o português, editada originalmente pelo Conselho Espírita Internacional em 2010.  A tradução também é editada pela Federação Espírita Brasileira, organização a qual Dias cedeu os direitos autorais e patrimoniais da obra.
Obras Escritas:
* Parábolas de Jesus.
* O Novo Testamento.
* 7 Minutos com Emmanuel.
* Celeiro de Redenção.
.
 .

01 fevereiro, 2016

Protegendo-se dos mais perigosos gênios do mal - Médium: Benjamin Teixeira de Aguiar - Espírito Eugênia-Aspásia - Em nome de MARIA SANTÍSSIMA.

Protegendo-se dos mais 
perigosos gênios do mal.
 Médium: Benjamin Teixeira de Aguiar
23 de Janeiro de 2016
.
Temor místico é necessário, sobremaneira para quem não tem o natural respeito pelas Coisas Sagradas.
Educar a alma, para que ela não seja governada pelo medo ou pela culpa, é passo relevante do amadurecimento psicológico. Entrementes, não sentir medo ou culpa revela grave distúrbio, tanto da inteligência como do caráter de um indivíduo.
Quem não sente medo é temerário(a), inconsequente, irresponsável e eventualmente criminoso(a). Quem não sente culpa é Psicopata e inconsciente, podendo não raro tornar-se instrumento vivo das forças do mal, contra si e contra os outros.
Transforme seu medo em prudência e ponderação, lendo-lhe os alvitres amigos à autopreservação, bem como a dos entes amados, compromissos ou patrimônios (materiais, culturais ou espirituais) confiados às suas mãos.
Converta sua culpa em responsabilidade de se ressarcir por erros que haja cometido e em decisão por se disciplinar e desenvolver-se como ser humano, no sentido de, quanto possível, não resvalar novamente no mesmo deslize.
Falta de medo é lacuna das percepções. Ausência de culpa é vazio de sentimentos. Pessoas de fato inteligentes e de coração bom necessariamente vivem momentos de medo e culpa, tão mais refinados e complexos, quanto mais inteligentes e sensíveis forem.
Não se deixar manipular pelo medo e pela culpa constitui apanágio fundamental das mentes livres. Todavia, a inexistência desses dois sentimentos-emoções, tão antigos quanto a humanidade, escancara as portas da alma aos mais perigosos e devastadores gênios das trevas – quer se acredite nisso ou não –, arrastando o(a) incauto(a) que se lhes faz vítima, para abismos indevassáveis de angústia e infortúnio… tracejando-lhe, inapelavelmente, linhas de eventos futuros desgraçados, de proporções e extensão no tempo de todo imprevisíveis!…
 
 
 .
Espírito: Eugênia-Aspásia.
Em Nome de MARIA SANTÍSSIMA.
Médium: Benjamin Teixeira de Aguiar.
23 de Janeiro de 2016.
 .
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...