28 janeiro, 2013

A energia dos pensamentos - Autoria: Marcos Paterra.


A energia dos pensamentos.
Autoria: Marcos Paterra.
.
.
.
Frequentemente, ouvimos comentários de que a inveja causou isso ou aquilo, será que estaríamos exagerando? Até que ponto nossos pensamentos podem influenciar a nós ou ao outro?
.
O Sr. Masaru Emoto fez experiências com a água, submetendo-a ao pensamento humano. Os experimentos de Emoto consistiram em expor água a diferentes palavras, imagens ou música, e então congelá-la e examinar a aparência do cristal de água sob um microscópio; contrariando a sabedoria dominante na ciência, a água respondeu a essas expressões. As águas com mensagens positivas formou belos cristais, a com mensagens negativas, os cristais ficaram deformados. Como consequência pesquisadores científicos estão em atividade, repetindo o experimento. O que une toda a humanidade, toda a forma de vida, é a água. É bom  levar em conta que  70% a 90% de nossos corpos são água.
.
Bill Tiller, chefe do departamento de Ciências dos Materiais em Stanford, há décadas elabora experiências para verificar se as intenções humanas podem afetar os sistemas físicos. Para isso construiu um DERI; trata-se de uma caixa simples com uns diodos, um oscilador, uma memória programável, alguns resistores e capacitores.
A caixa foi colocada em um local, e ao seu redor foram colocados quatro médiuns. Eles entraram em estado de meditação profunda, concentrando suas energias para a água O objetivo é influenciar um experimento-alvo, específico: aumentar ou diminuir, o pH da água; aumentar a atividade termodinâmica de uma enzima hepática.
Simplificando:
Os quatro médiuns se concentram em uma caixa eletrônica simples e desejam algo como: mudar o pH da água que ali contem. Os testes foram feitos por quatro meses, usando “caixas” diferentes a cada mês. Resultado: o pH da água mudou em todas as tentativas, a probabilidade das mudanças terem ocorrido naturalmente, era de menos 1 para 1000; Tiler afirma que se o pH do seu corpo mudar em uma unidade, você morre.
.
O pesquisador Vilayanur Ramachandran, descobriu uma espécie de gatilho cerebral capaz de disparar o sentimento de religiosidade. Testes feitos inicialmente, em pacientes epiléticos mostraram que certas palavras relacionadas à religião, como Deus, fé ou Jesus, induziam um frenesi de atividades eletromagnéticas na parte direita do lobo temporal. É a mesma região ativada na experiência com os médiuns. Curiosamente, não houve respostas na mesma área quando foram mencionadas palavras que conduzem a outros estímulos, como sexo e violência.
.
O Dr. Jeff Levin, pesquisador do National Institute for Healthcare Research, autor do Livro “Deus, Fé e Saúde”, realiza estudo científico de como fatores espirituais previnem a incidência de enfermidades em determinadas regiões e a mortalidade, e promovem a saúde e o bem-estar, estabelecendo o relacionamento existente entre ciência, medicina e espiritualidade. Entre vários exemplos pode-se citar que pacientes internados em UTI coronariana por meio de estudo duplo-cego, aleatorizado, com dois grupos paralelos, que receberam ou não prece.
Resultado: o grupo que recebeu prece (por 28 dias) obteve melhores escores de evolução na UTI coronariana do que os que não receberam; não houve diferença na duração da hospitalização entre os dois grupos.
.
O pensamento é energia que constrói imagens que se consolidam em torno de nós. Impressas no subconsciente, elas formam um campo de representações de nossas ideias. Portanto, conclui-se que nossos pensamentos interferem sim em nosso organismo e nos de outros e podemos os usar tanto para o bem quanto para o mal.
.
O pensamento é energia que expressa nossos desejos. Somos sensibilizados por estímulos externos que desencadeiam percepções cerebrais de vários matizes. As cores, os sons, os sabores ou os afetos geram em nós sensações que despertam desejos, criam ideias e organizam pensamentos que expressamos pela linguagem. Esta experiência sensorial nos permitiu desenvolver reflexos, hábitos, instintos, automatismos, discernimento, raciocínio e, finalmente, a  inteligência e a consciência de si mesmo num processo evolutivo do ser unicelular ao homem com seus bilhões de neurônios. Por efeito das vibrações que emitimos ao pensar, estamos obrigatoriamente, ligados, por sintonia mental, à todas as criaturas que no mundo inteiro pensam como nós. (...) Somos livres para pensar e induzir aos outros a pensarem como nós. Porém, somos escravos  das ideias que fixamos para nós mesmos e das sugestões que nos  incomodam.”
.
.
.
.
Autoria: Marcos Paterra.
Fonte: Rede Amigo Espírita  28/01/2013
.

Pausas e reticências... Uma suave e singela canção de louvor (With Every Breath - Six Pence None the Richer)


Pausas e reticências...
Uma suave e singela canção de louvor.
Canção: With Every Breath.
Banda: Six Pence None the Richer. 
 .
.
Para todos momentos, sobretudo os mais críticos de nossa existência individual ou coletiva, o Mestre Cristo Jesus nos exortou: "Orai e vigiai..."
Oremos e enviemos emanações de Paz, Amor e Luz àqueles nossos irmãos desalentados pela dor das transformações bruscas em suas existências.
 .
(Em especial, à porção de nosso amado território brasileiro, à cidade de Santa Maria/RS e sua população).
 .
Tradução:
(With Every Breath - Six Pence None the Richer)
Com Todo Suspiro

  . 
Aleluia dos Céus
Aleluia nas alturas acima da Terra
Aleluia todos seus Anjos
Aleluia para que o último seja o primeiro
Deixe tudo que respire louvar ao Senhor (bis)
 

.
Aleluia pela manhã
Aleluia para a beleza de suas cicatrizes
Aleluia no crepúsculo
Aleluia, Sol e Lua e estrelas brilhantes
Deixe tudo que respire louvar ao Senhor (bis)

  .
Quando a noite parece ser longa (levante suas mãos para o Céu)
Você pode cantar uma nova canção (enxugue as lágrimas de seus olhos)
Quando você for fraco, Ele é forte
Ele pode restaurar sua alma ferida
E acalmar a tempestade de dentro

  .
Por toda sua época de risos
Em cada prece esperançosa
Quando o mundo pesar em seus ombros
Através de mágoas e seu desespero
Contudo, com todo suspiro, louve ao Senhor
Deixe tudo, deixe todo suspiro louvar ao Senhor
Deixe tudo que respire louvar ao Senhor (bis)
Deixe tudo, tudo que respire, louvar ao Senhor

  .
 Quando a noite parece ser longa (levante suas mãos para o céu)
Você pode cantar uma nova canção (enxugue as lágrimas de seus olhos)
Quando você for fraco, Ele é forte
Ele pode restaurar sua alma ferida
E acalmar a tempestade de dentro.

.
 .
imagem: Serra Gaúcha
(fonte:  "Andarilhos da Luz")
 .
 . 
Créditos da postagem: Blog Transicionando Luz
.

26 janeiro, 2013

Obsessão espiritual, como acontece? - Autoria: Cristina Longhi.


Obsessão espiritual, como acontece?
Autoria: Cristina Longhi.
.
.
.
São muitos os motivos que contribuem para a obsessão espiritual e muitos outros que a mantêm.
Espíritos obsessores são seres que já morreram e são levados a obsediar alguém, geralmente em troca de favores ou em função de uma vingança. Muitos obsessores acabam sendo comandados por grupos de espíritos na mesma situação que agem como chefes.
Trata-se de uma grande ilusão por parte do espírito obsessor, ele não tem o conhecimento exato das leis universais, não entende que fazendo isso só está "impedindo" sua própria evolução e criando mais problemas a si mesmo. Muito parecido com a situação em que alguém prejudica outra pessoa "por baixo dos panos" achando que se ninguém está vendo, não haverá consequências. Doce ilusão!
Quando a pessoa é obsediada, comumente é porque de certa forma, a pessoa não percebe que deveria estar no controle da própria vida. É um processo bilateral onde existe uma permissão para que isso aconteça. Não permitir que isso continue ocorrendo é uma questão de aprendizado no qual a pessoa precisa entender que caminho percorreu para chegar até onde está. Como ficou tão suscetível assim.
Espíritos obsessores têm uma vibração energética baixíssima e, por isso, o obsediado acaba se igualando em vibração com o obsessor. Isso se verifica quando as pessoas se deixam levar por tudo o que acontece à volta delas; mais uma vez falando, perdem o controle do "próprio barco".
Mágoas, ressentimentos, medos, irritações, preocupações, revoltas, pensamentos persistentes contribuem para que a pessoa entre em um nível vibracional onde fica mais vulnerável a tudo isso.
Outra circunstância que costuma fazer a vibração energética baixar bastante e abrir canal para estes seres é o vício, assim como as drogas, o cigarro e a bebida. Obsessores adoram se alimentar do "cheirinho" e "emanações" provocadas pelos vícios.
Para se livrar disso, é imprescindível a pessoa, em primeiro lugar, querer. E, em segundo lugar, precisa fazer toda uma reestruturação energética, emocional e física para se libertar de vez. Muitos conseguem somente se determinando a realizar isso, mas muitos não conseguem enxergar sozinhos qual o caminho novo que devem tomar.
Quando a pessoa se decide e passa pelo processo terapêutico, geralmente em um mês ela muda toda a sua vibração e, consequentemente, seu modo de enxergar certos fatos que fizeram com que ela passasse a agir na vida de um determinado modo.
Assim, o obsessor não se interessa mais e vai embora porque a configuração energética do obsediado muda totalmente.
 .
.
 
.
.
Autoria: Cristina Longhi.
.
Nota "Transicionando/Blog Intermediando":
Frequentar uma Casa Espírita, ter o hábito da oração e/ou meditação, de leituras instrutivas e sobretudo, da prática de AÇÕES positivas, contribui significativamente, para a cura e/ou melhora do quadro obsessivo. Além da própria conscientização e vontade de se curar, mudança de hábitos, introdução de técnicas e terapias alternativas diversas, como proposta pela autora do artigo.
.

Valorização perniciosa - Autoria: Orson Peter Carrara.


 Valorização perniciosa.
Autoria: Orson Peter Carrara.
.
.
.
Infelizmente temos visto, especialmente, pelos meios virtuais, uma supervalorização de aspectos perfeitamente, dispensáveis da divulgação espírita. São ataques e críticas a médiuns e pessoas, a instituições, a ideias e uma atenção muito especial para aspectos sombrios e negativos de nossa condição humana, com toda a gama de imperfeição que carregamos, desfocando o objetivo principal do Espiritismo: exatamente nossa melhora moral.
Fico perguntando por que dar tanto valor a quem está equivocado – aprendamos a respeitar os estágios e degraus de cada um no entendimento da proposta espírita – e tenta a todo custo denegrir médiuns e ideias, esquecendo que nosso compromisso principal é destacar os caminhos do progresso e da evolução.
Claro que ninguém está pregando aqui a omissão ou a indiferença aos descaminhos que se multiplicam diariamente, por ausência de conhecimento doutrinário, com práticas distorcidas e distantes do Espiritismo. É preciso, lógico, esclarecer as coisas. Só que o que está ocorrendo é que na ânsia de esclarecer estamos virando combatentes uns dos outros, esquecendo o objetivo primordial da presença do Espiritismo no planeta, que é exatamente, repetimos, nossa evolução moral.
Com a energia despendida em combater, perdemos o foco, e nos perdemos na prática salutar de atividades que motivem a criatura humana a despertar das carências próprias que todos carregamos. Saturados da prepotência e da vaidade – erro singular – de nos considerarmos dominadores e sábios nesse ou naquele setor da vasta e inesgotável literatura espírita, iludimo-nos com suposta sabedoria que denigre e ataca companheiros que, certos ou errados, não nos cabe julgar. Afinal o tempo colocará cada um de nós no seu devido lugar.
Já se sabe que cada um responderá pelo que faz. Não temos que ficar respondendo pelos outros ou tentando diminuir esforços alheios. Os degraus de amadurecimento são muito variados em tamanho, espessura, dimensão e tempo de permanência em cada um deles. Devemos, isso sim, aprender com a experiência alheia, ao invés dos exaustivos combates. Estamos transformando o movimento espírita numa guerra sem fundamentos.
Nosso compromisso é com o Espiritismo e não com ideias que não lhe dizem respeito. Se outros adotam tais posturas, o problema não é nosso, é deles, que aprenderão com as próprias experiências. Nosso dever é respeitar o Espiritismo por meio do movimento que o representa e mais, particularmente, com as instituições em que participamos.
Por outro lado, para mudar esse estado lamentável de ocorrências, não nos omitamos. Coloquemos nosso esforço no movimento espírita com palestras esclarecedoras e principalmente, libertadoras, ao invés de criarmos condicionamentos perfeitamente, dispensáveis.
Muitas inserções na prática espírita são incoerentes com o conteúdo doutrinário do Espiritismo, por ausência de reflexão sadia. Daí a necessidade de valorizar os clássicos da literatura espírita, estes sim capazes do esclarecimento que norteia. Uns surgem com a descabida teoria do Kardec ultrapassado, outros querem inserir práticas estranhas, outros sofrem de inveja e ciúme com o destaque alheio, outros ficam a atacar médiuns e pessoas. Para quê? A que isso levará? 
Isso tudo é muito pernicioso pois rouba o tempo que deveria ser dedicado ao esclarecimento saudável e ao socorro à imensa gama de necessidades humanas. Desviar tais esforços pode ser classificado de crime lesa-humanidade pois, que ele representa autêntica falta de caridade. Pernicioso porque semeia inverdades, cultiva vaidades, faz escolas despreparadas e vaidosas, combatentes por orgulho, e impede ou adia a instalação do reino de paz e amor desejada pelo Mestre da humanidade. Nosso dever é com o bem!
Por oportuno à abordagem, selecionei algumas frases de Emmanuel, retiradas de seu fabuloso Vinha de Luz, edição FEB:
.
a) “(...) Quem ama, compreende; e quem compreende, trabalha pelo mundo melhor.” (último parágrafo do capítulo 5);
.
b) “(...) Não roubes o pão da vida; procura multiplicá-lo.” (idem, capítulo 6);
.
c) “(...) a marca do Cristo é, fundamentalmente, aquela do sacrifício de si mesmo para o bem de todos.” (idem, capítulo 8);
.
E, finalmente, para concluir:
“(...) Todos podem transmitir recados espirituais, doutrinar irmãos e investigar a fenomenologia, mas para imantar corações em Jesus Cristo é indispensável sejamos fiéis servidores do bem, trazendo o cérebro repleto de inspiração superior e o coração inflamado na fé viva. (...)”.
 .
Tratemos, pois, de colocar à disposição do público o manjar agradável e salutar dos clássicos do Espiritismo, do conhecimento genuíno apresentado pela Codificação, ao invés de fomentarmos o veneno da discórdia e da vaidade, infrutíferas por si mesmas.
Afinal o que desejamos? A prisão das imperfeições morais, a ilusão das conquistas subjetivas ou a liberdade do conhecimento que esclarece? 
É para pensar...
.
.
 (Nota "Blog Intermediando": postagem para reflexão)
.
.
.

13 janeiro, 2013

Psicografia: Quando recomeçar? - Aluízio Fonseca (Espírito) - Canal: Fernando Ben.


Quando recomeçar?
Aluízio Fonseca
(Espírito).
Canal: Fernando Ben
.
.
.
Como anda sua vida hoje?
Está sentindo um vazio? Achando que você não se encaixa no mundo, se vê sozinha, sozinho no meio da multidão? Achando que tudo anda descontrolado e confuso? Me escute um instante, tenho algo para te dizer…
Quando envelhecemos e olhamos para trás, percebemos que tudo tem um preço. O artista da noite em profusão criativa e intérprete das músicas populares ganham o aplauso da multidão, mas, as múltiplas noites sem dormir lhe trazem inexorávelmente o desgaste, tanto das cordas vocais, quanto do tempo sem a família.
O professor que se prepara para o melhor método na transmissão da informação, que passa horas revendo as provas, avaliando as respostas dos alunos, percebe inequivocamente, que muitos de seus alunos não se importam de fato com o aprendizado, não se atêm naquele momento para o que o professor diz. Inclusive muitas vezes, se mostra intolerante e áspero em sala de aula.
A mãe dedicada e nobre, que mesmo sem estudo se entrega na labuta da criação de seus rebentos. Que chora nas noites lindas e estreladas pela ausência de maiores recursos para seus filhinhos, que levanta corajosa e refeita, sem nunca demonstrar aos seus suas angústias e fraquezas. Que muitas vezes vê um filho ou outro gritar com ela, falar impropérios, quebrar algo dentro de casa, desfazendo do esforço de toda uma vida.
Quantas vezes o cirurgião na mesa acesa pela luz artificial não entrevê a incrível dificuldade de manusear o instrumento delicado, analisando com imensa consciência lógica da situação e mesmo assim, no tatear da solução… não se depara com a perda da vida de quem ele se propôs a recuperar a saúde.
Tantas são as notícias dos historiadores, profundamente, envoltos em seus projetos de novas descobertas e confusos por perceberem que as notícias propagadas não estão totalmente verdadeiras e que, por motivo torpe ou menos louvável mudou a real narração dos fatos para imortalizar seus feitos pueris ou mesmo evitar que o mundo soubesse dos acontecimentos assim como foram, pois arrebataria suas próprias convicções pela multiplicidade das mesmas evocações feitas no futuro para com os fatos, irrefutáveis e claros.
Em todas as áreas, em todos os campos de atuação humana, dentro de cada um de nós, existirá em algum momento o sentimento de solidão, dor, angústia e uma descrença do porvir, acharemo-nos fracos, pequenos, no caminho errado, na hora errada, na cidade errada, vivendo com pessoas erradas.
Isto é muito natural. Porém, não reflete a verdade. Estamos no lugar certo, na hora certa, na Luz vespertina dos acontecimentos inevitáveis e semeados por nós em experiências anteriores.
A maior trajédia que você pode vivenciar, é destruir seu desejo de ser feliz! Entendendo, que ser feliz é um estado de tranquilidade irremovível, um estado de escutar seus pensamentos sem se sentir culpado. Não falo aqui das paixões avassaladoras, ou do sentimento desenfreado de ser notado a qualquer preço.
Quero lhe dizer, que seu momento de ser feliz é agora… Ore ao Senhor, converse com sua consciência, avalie seus passos, corra menos, ame de verdade, sente ao lado de seu filho e veja-o dormir, acaricie os cabelos da pessoa amada, mesmo sem ser uma prévia ao consórcio do encontro amoroso… Cuide de seus pais na velhice, aprenda a doar mais, a falar menos de você, a sorrir sempre…
Mude seu comportamento… e verá, qual o melhor caminho… Recomece e viva abundamente, na presença de Deus… Pois, se a vida parece difícil com Ele, sem Ele jamais alcançaremos a meta individual que forçosamente, nos fará alçar em breve, um grande bem coletivo, ajustando a paz no mundo em regeneração.
.
Aluízio Fonseca 
(Espírito)
.
.
.
Médium: Fernando Ben.
12/01/2013, Rio de Janeiro.
Fonte: Rede Amigo Espírita.
.

10 janeiro, 2013

Guardemos o ensino... - Emmanuel - Canal: Francisco Cândido Xavier.


Guardemos o ensino...
Emmanuel 
Canal: Francisco Cândido Xavier.
.
.
Ponde vós estas palavras em vossos ouvidos.”   
Jesus – (Lucas, cap. 9 - vers. 44.) 
.
Muitos escutam a palavra do Cristo, entretanto, muito poucos são os que colocam a lição nos ouvidos.
Não se trata de registrar meros vocábulos e sim fixar apontamentos que devem palpitar no livro do coração.
Não se reportava Jesus à letra morta, mas ao verbo criador.
Os círculos doutrinários do Cristianismo estão repletos de aprendizes que não sabem atender a esse apelo. Comparecem às atividades espirituais, sintonizando a mente com todas as inquietações inferiores, menos com o Espírito do Cristo. Dobram joelhos, repetem fórmulas verbalistas, concentram-se em si mesmo, todavia, no fundo, atuam em esfera distante do serviço justo.
A maioria não pretende ouvir o Senhor e, sim, falar ao Senhor, qual se Jesus desempenhasse simples função de pajem subordinado aos caprichos de cada um.
São alunos que procuram subverter a ordem escolar.
Pronunciam longas orações, gritam protestos, alinhavam promessas que não podem cumprir.
Não estimam ensinamentos. Formulam imposições.
E, à maneira de loucos, buscam agir em nome do Cristo.
Os resultados não fazem esperar. O fracasso e a desilusão, a esterilidade e a dor vão chegando devagarinho, acordando a alma dormente para as realidades eternas.
Não poucos se revoltam, desencantados...
Não se queixem, contudo, senão de si mesmos.
"Ponde minhas palavras em vossos ouvidos" - disse Jesus.
O próprio vento possui uma direção.
Teria, pois, o Divino Mestre transmitido alguma lição, ao acaso?
.
.
Recebido espiritualmente por  
Francisco Cândido Xavier.
 .
.
Fonte: Site do IPPB

.

O verdadeiro diabo: a ignorância! - Canal: Wagner Borges.


 O verdadeiro diabo: a ignorância!
Canal: Wagner Borges.
 .
 .
.
Fazer mal aos outros é como jogar cacos de vidro na própria senda...
E, inexoravelmente, em algum momento à frente, a pessoa se ferirá neles.
Isso é da Lei... E o Carma garante!
.
O demônio não existe!
Mas, gente tapada existe sim.
E culpa o demônio por tudo...
Mesmo pelo mal que elas próprias fazem.
.
Por que, quem diz que ama, também dá patadas?...
Será amor bandido? Ou ferradura apertada demais?
E o que tem a ver as coisas do coração com patadas?
Será o diabo?... (Pois é preciso colocar a culpa em alguém).
Ou isso é só a imaturidade emocional do próprio homem?
.
Com o Papai do Céu, não tem história, não!
Porque Ele conhece tudo o que o homem pensa e faz.
E Ele sabe que algumas pessoas parecem demônios...
Por isso, são mestres em dar patadas!
E o inferno é dentro do coração delas mesmas.
.
Quem procura, acha!
Quem faz o Bem, acha a Luz.
Quem faz o mal, come treva.
A cada um, a sua sintonia espiritual.
E, a cada escolha, a sua devida repercussão...
(Mas, o arremate final é sempre do Carma).
.
Dizem os fanáticos religiosos que o inferno fede...
E, supostamente, o cheiro seria de enxofre.
No entanto, um coração cheio de ódio é mais fedorento...
Porque está trevoso – e treva fede demais.
(Logo, o coração de quem odeia seria o inferno real?)
.
Todo fofoqueiro é meio-médium...
Porque é intermediário de notícias ruins.
E a sua boca é um pedaço do Umbral.
.
Quem canta, os seus males espanta!
Mas tem gente que é o próprio espanto.
Parece até demônio.
.
  Companhia do Amor
(A Turma dos Poetas em Flor)
 .
 .
Recebido espiritualmente por  
Wagner Borges.
São Paulo, 03 de Dezembro de 2012.

.
Fonte: Site do IPPB 
Nota: A primeira parte desse texto está postada no site do IPPB, no seguinte endereço específico: 
"O verdadeiro diabo: a ignorância"
.

03 janeiro, 2013

Uma Nova Sinfonia - Autoria: Maria Cristina Tanajura


Uma Nova Sinfonia.
Autoria: Maria Cristina Tanajura 
 .
.
Que neste novo ano possamos fazer parte da sinfonia que é a vida, sem sermos a nota dissonante que enfeia e quebra a harmonia do conjunto.
Porque fazemos parte de um Todo intricado de energias, onde cada um de nós tem um papel, grande ou pequeno, mas de todo jeito muito importante. Sem ele o equilíbrio, de alguma forma, é quebrado.
Uma orquestra é um exemplo muito preciso do que é viver. Cada instrumento é tocado por uma pessoa diferente, com suas características pessoais, com acordes que isolados talvez nem fossem bonitos, mas que quando ouvidos no conjunto, nos deslumbram.
Cada músico estuda para tocar da forma mais perfeita possível e, mesmo tendo, naquele momento, seus problemas pessoais, procura esquecê-los para desempenhar o seu papel, que sabe indispensável para a beleza daquela partitura.
O maestro tem papel fundamental no desempenho dos músicos, pois coordena todos. Precisa conhecer bem a música, os sons de cada instrumento e ter a condição de harmonizar e organizar o grupo todo.
Tendo sido escolhidos para encarnar neste momento planetário, seja lá por qual motivo, que tenhamos a consciência de nossa responsabilidade como colaboradores imprescindíveis na Sinfonia da Vida.
Vamos tentar ser o nosso melhor, acreditando que influenciamos o Todo, sempre que nos mantemos centrados no Amor que nos criou e que habita em nós e fazemos tudo o que precisarmos impulsionados por esta força.
Cada pessoa precisa fazer o melhor que pode e nós precisamos de todos!
Mesmo que a nossa contribuição seja pequena aos nossos olhos, certamente sem ela a Sinfonia soaria dissonante... Precisamos acertar o tom, escolher o que queremos fazer e realizá-lo da melhor forma possível.
Quando os vários instrumentos são testados pelos músicos, antes do espetáculo, o som é barulhento, estranho. Mas quando chega o momento de iniciar a música, tudo se encaixa, não existe aquele que se destaca, pois todos precisam de todos e mesmo o maestro nada é sem os músicos.
Que 2013 seja o ano da harmonia, do encontro com a verdade interior de cada um, para que o amor reine e o medo, com vergonha, se afaste aos poucos deste planeta.
É tão bom falar de amor, amar, ser gentil, dizer da saudade que sentimos de alguém, da falta que nos faz... Por que escondermos o que sentimos, se amar é tão bom...
Temos muito a fazer neste recomeço de vida. Vamos aposentar a mentira, pois ela é a responsável por ter criado esta sociedade desigual e injusta que nos massacra, onde o dinheiro é o rei e o senhor, asfixiando o amor, a verdade, a solidariedade, em nome de uma ilusão de falso poder que nada de bom dá em troca.
2013 há de ser diferente, se nós mudarmos. Se tocarmos o instrumento que nos coube com alma, com amor. Se seguirmos o que o Maestro Jesus nos ensinou e se ouvirmos a nossa consciência, esquecendo os apelos mentirosos de um viver que não nos fez felizes até hoje e que já está anunciando que vai desmoronar.
Salve uma nova etapa, de vida mais verdadeira! Aspiremos por uma sociedade mais solidária, mais humana!
Que a Sinfonia 2013 seja belíssima! Vai depender de cada um e de todos nós.
.
 
 . 
.
Autoria: Maria Cristina Tanajura.
Email: tinatanajura@terra.com.br
Fonte: Site Somos Todos Um.  29/12/2012

. 

Feliz recomeço. Planeta Terra. - Canal: Luana Conti.


Feliz recomeço
Decisão. Introspecção. Força magnética. 
 Confusão. Orientação. Planeta Terra.
Canal:
Luana Conti.
.
.
Feliz recomeço.
O Ano Novo chegou juntamente, com enormes expectativas diante do que virá. Amigo, visualize-o de maneira profícua para que possa usufruir da oportunidade de aí estar. Já questionou o porquê de ser você dentre tantos espíritos que poderiam ocupar o mesmo espaço que nesse instante é de sua direção? Observe com clareza e seriedade a importância de uma existência no Orbe. Todos têm metas a cumprir tais como reeducar-se eliminando de modo decisivo vícios, a chaga do orgulho e do egoísmo que por si só já causam enorme estrago na sintonia entre vós e o Plano Maior. De que a vida àqueles que pouco caso dela o fazem seja na amplitude do espírito ou no simples fato de debruçar-se na visão estreita do materialismo ambicioso que terá dificuldade em desprender-se do próprio no momento da volta à via Maior, a dimensão que o aguarda, reflita: o que buscam ansiosamente? Chegou a vez do espírito lhes falar mais alto. Mude o foco e terá as respostas aos questionamentos perturbadores da alma que pesadamente anda sob a Terra. Cada qual condizente com a escolha.
Amigos Viajores da Nova Era.

Decisão.
Escolhas são necessárias nesse instante em que delineia um novo tempo. Grande maioria vive uma existência pouco produtiva em que a soma das lamentações sobressai-se sobre as atitudes concretas em prol de si e do próximo. Assuma responsabilidades que o desafiem, o que esperas diante de um novo trajeto. Se você não sente-se preparado busque por auxilio, ofereça seus préstimos onde as pessoas rejeitam, no trabalho voluntário, na própria comunidade todos podem ser úteis de alguma forma. Como querer mudar o rumo se usa as mesmas desculpas para prorrogar a urgência dos irmãos em Deus? A vida devolve na mesma proporção em que recebe. Você já sabia antes de aí retornar que tudo o que lhe acontece são respostas a quebra de regras num pretérito pouco ou nada glorioso. Escolha.
Amigos Viajores de um Novo Tempo.

Introspecção.
Na profundeza da alma, você a se reencontrar consigo. Situe-se e avance com atitude renovadas diante do inevitável, o novo mundo que se inicia na profusão de mentes e corações irmanados diante da razão e do sentimento. Não basta saber tem que haver esforço renovado na consciência, exílio do reforço mental. Atue consigo interaja com todos e proteja-se de si próprio quando o aparente conforto do comodismo tentar rondá-lo. Seja leve, liberto de apegos desnecessários. Faça da vida um cântico de amor e paz.
Amigos da Boa Nova.

Força magnética.
Os seres humanos interagem entre si por meio do fluido universal do magnetismo pessoal. É de suma importância considerar tais fatos em que as forças de atração ou repulsão têm casualidade no pretérito de cada ser. As antipatias gratuitas são de origem espiritual, mas o ser deve trabalhar no sentido de equalizar tal sentimento que é maléfico a quem o sente. Na dinâmica da vida tudo gera troca o tempo todo. Estabeleça metas de estudo a respeito da energia gravitacional que a tudo move e atua, substancialmente no globo movido por sentimentos de toda ordem. Novos tempos exigem melhor qualificação na aquisição ao que virá.
Amigos Viajores da Luz.

Confusão.
Muitos irmãos ainda confusos na própria essência estão paralisados espiritualmente, diante de pressupostos. A vida necessita de ampla visão embasada na realidade. Muitos falam, poucos entendem o chamado do Plano Maior que solicita mudança interior concreta que irá abalar as falsas estruturas do egoísmo. Reaprenda a viver enquanto a aparente calmaria lhe dá trégua. Chegará o momento em que todos deverão prestar contas do pouco ou quase nada realizado em nome de uma vida que se propôs a tanto realizar quando ainda gravitava no além desta dimensão. Seja responsável pelos seus atos e não delegue ao Pai a causa dos  seus sofrimentos que mal aproveitados soam-lhe como feridas expostas. Momento sério.
Amigos Obreiros do Mundo Maior.

Orientação
.
Amigo, a educação faz parte da essência do ser portanto, valorize-a de forma abrangente, ou seja, trabalhe no sentido de educar primeiramente, a alma para que possa surgir e destacar-se as qualidades inatas de quem recebe  orientação. Na complexidade da existência, o descaminho se faz pela ausência do cuidado desde os primeiros passos. As próximas gerações contam com a colaboração de um novo olhar diante de uma mesma situação, a estrutura básica do ser. Analise com seriedade pois, não dá mais para protelar.
Amigos do Lar Maior.

Planeta Terra.
Valorize sua moradia no Planeta governado por Jesus para que no futuro não sinta na alma a dor latente resultante do descaso. O ser humano pouco valoriza o solo em que pisa devido ao olhar fixo no valor excessivo à matéria que o encanta de forma até infantilizada, ou seja, adultos com conhecimento ainda se deixam conduzir pelo poder que o retira do foco com o Eu Supremo. Antes de tudo sois seres espirituais com  causas nobres a serem resolvidas por vós. É paradoxal agir dessa forma incoerente com o sentimento que todos carregam em si. Do mais instruído ao mais simplório, todos tem metas e pressentem-nas. Não há mais lugar para fuga. Reajam.
Amigos Viajores da Fé.
 .
 .
Canal: Luana Conti. (de 01 a 03/01/2013)
.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...